Hugo V. Costa

Information

This article was written on 03 Jan 2018, and is filled under Escrever Escrever.

Current post is tagged

Escapismos

Partilhe

Provavelmente é algo que um puto de 20 anos (ou, já agora e para não cair em imparidade, uma puta de 20 anos) não perceberá, mas eu ainda sou do tempo em que a partilha das descobertas pessoais – um livro, um sitiozinho na cidade, uma canção… – era ciência precisa, iniciativa delicada. Ou seja, emprestava-se aquele disco especial, lia-se aquele poema intemporal ou indicava-se o tal cafezinho saboroso só a quem, segundo os nossos critérios, verdadeiramente o merecia – e, nisso, verdadeiramente nos merecia.

Ainda hoje é-me muito raro partilhar nas redes sociais aquilo que mais me toca. Isto, claro, quando o posso evitar. Ou seja, quem me conhece ou me segue já sabe algumas das coisas que mais me incendeiam humana e criativamente – vou-me poupar e ao leitor o name dropping. A esses não posso, mesmo que queira, fugir. Ou ficaria sem assunto, já que pouco mais me interessa na vida para além de música, cinema, histórias, boémia e mulheres.

Mas, de quando em vez, há que quebrar as regras – principalmente as pessoais. Deixo-vos pois com dois exemplos de uma descoberta recente da mais pura ourivesaria. Louis Philippe, como se fossem meus amigos. Obrigado eu por ainda aí estarem.

 

Partilhe

Os comentários estão fechados.

Recent articles

Recent comments